Soletrar o Dia

Em Voz Alta #1 – palavras inquietas com valter hugo mãe


Dois anos vividos em incursões às fronteiras mais longínquas da Música, do Cinema, das Artes Visuais e dos New Media, na próxima sexta-feira dia 11 às 21h30, a VIC abre mais uma janela, desta vez com vista para a Escrita.

A partir de Janeiro, as sessões #EMVOZALTA convidarão a Aveiro algumas das mais admiráveis vozes do panorama literário de hoje. Este encontro inaugural será protagonizado por Valter Hugo Mãe, editor e amigo de Vasco Branco.

Algures entre a leitura de poemas e o diálogo com a escritora Rosa Alice Branco, valter hugo mãe irá imortalizar perante nós a sua ‘Publicação da Mortalidade’, título da mais recente reunião da sua Poesia. Sentir-nos-emos sem dúvida Mulheres e ‘Homens imprudentemente poéticos’, nesta noite em que um dos mais imprescindíveis escritores da nossa actualidade partilha connosco impressões e sentires.

Poeta, antes e depois de iniciar a sua carreira como ficcionista, conta, entre tantos, com o “Prémio José Saramago”, atribuído ao livro ‘o remorso de baltazar serapião’. Desde então nunca mais parou de nos oferecer o seu talento traduzido para várias línguas, em palavras escritas e ditas, internacionalmente reconhecidas como surpreendentes e fulgurantes.

O oráculo prevê uma contribuição de 4€, e nós cá vos esperamos mais uma vez com palavras inquietas na ponta da língua. Na próxima sexta dia 11 de Janeiro, pela primeira vez de muitas, a Escrita vem falar #EMVOZALTA na VIC.

Irresistível? Sem dúvida.

Deixe uma resposta